Buscar
  • Caio Salles

Sobrevivente de mordida vira defensor de tubarões


Aos 18 anos, Mike Coots surfava de bodyboard em Kauai, no Havaí, quando foi surpreendido por uma mordida de um tubarão-tigre. O incidente lhe custou grande parte da perna direita e quase o tirou a vida.

O que para a maioria das pessoas poderia virar um trauma do oceano, para Mike virou uma causa. Um mês depois, Mike já estava no mar de novo e agora surfa todos os dias com uma prótese personalizada.

Depois de assistir o documentário Sharkwater, Mike decidiu transformar sua experiência com tubarões em algo positivo. O filme o motivou a agir contra duas ameaças principais aos tubarões: Finning, que é a retirada das barbatanas dos tubarões; E imagens negativas de tubarões na mídia.

Através de mergulho e fotografia subaquática, Mike Coots compartilha sua perspectiva única sobre tubarões com o mundo. "O mergulho é tão fácil de se concentrar em imagens e narrativas. Eu gosto de encontrar a personalidade do tubarão para que as pessoas possam se relacionar e ter empatia. Eu tento encontrar um sorriso, algo que não é a sua típica boca aberta com o maxilar.

As imagens de Mike desafiam o espectador a ver os tubarões de uma maneira diferente, olhar para o olho de um animal antigo em vez dos dentes de um assassino. Para segui-lo no Instagram: @mikecoots.


0 visualização

© 2016 por Cumulus TV.