Posts Recentes
Posts Em Destaque

Centenário de Paulo Freire e a educação ambiental


Paulo Freire completaria 100 anos neste dia 19 de setembro de 2021. O principal nome da educação no Brasil, referência mundial nas ciências humanas, e patrono da educação brasileira tem um papel fundamental na educação ambiental crítica ou educação ambiental revolucionária. A pedagogia crítica, que ele tanto defendia, parte do princípio que quem aprende é um sujeito com vivências, experiências e crenças que se somam ao conhecimento e experiências do educador para construção do conhecimento. Paulo Freire realizou em Angicos, no Rio Grande do Norte, sua experiência mais conhecida e exitosa, que foi a alfabetização de de cerca de 300 trabalhadores rurais em apenas 40 horas. Para isso, ele partiu das experiências pessoas das pessoas e os ensinou a ler e escrever começando pelos temas geradores, ou seja, palavras que eles mais usavam no dia a dia. Depois de ser convidado pelo presidente da república eleito na época, João Goulart, a implementar seu método com o Plano Nacional de Alfabetização, Paulo Freire passou a ser perseguido depois do golpe militar de 1964 e acabou exilado. Viveu no Chile, Europa, Estados Unidos e rodou diversos países na África, alfabetizando adultos e promovendo uma nova consciência de classe nesses países. Em 1980 voltou ao Braisl, foi secretário da educação da prefeitura de São Paulo durante a gestão da prefeita Luiza Erundina, mas segue até hoje sendo atacada por uma direita burra que mal conhece as obras deste grande pensador braslieiro. Infelizmente, o método freiriano nunca chegou a ser implementado de fato nas escolas brasileiras. Uma pena, porque se tivéssemos tido a experiência de ter Paulo Freire como pilar de nossa educação e não só o título de patrono, talvez tivéssemos hoje pessoas diferentes no país. E como ele mesmo dizia: "A educação na muda o mundo. A educação transforma pessoas. E pessoas mudam o mundo".