Posts Recentes
Posts Em Destaque

Incêndio no Parque Nacional da Serra dos Órgãos



O Corpo de Bombeiros do Estado do Rio de Janeiro trabalha, pelo quarto dia consecutivo, no combate a um incêndio florestal de grandes proporções que atinge o Parque Nacional da Serra dos Órgãos (Parnaso), que tem 20.024 hectares protegidos nos municípios de Teresópolis, Petrópolis, Magé e Guapimirim, na região serrana do estado.


Mais de 80 profissionais, incluindo bombeiros militares, guarda-parques, brigadistas e agentes de órgãos externos atuam na operação de combate ao fogo. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o trabalho é feito em duas frentes para extinguir as chamas na área de proteção ambiental. A operação conta com o apoio de 16 viaturas e um helicóptero que tem sido usado para jogar água nos locais atingidos.


Segundo a assessoria de imprensa do Núcleo de Gestão Integrada do ICMBio de Teresópolis, "no período da tarde desta quarta-feira, dia 06 de agosto, os focos foram controlados, restando alguns pontos de calor com fogo de turfa. Esse é um tipo de fogo subterrâneo, que queima a matéria orgânica por baixo da terra atingindo diretamente as raízes da vegetação e toda a microfauna. Esta fase do combate merece atenção e muito esforço, visando alcançar a extinção dos pontos de calor o mais rápido possível. É um dos tipos de incêndios mais danosos para biodiversidade, pois extermina toda vegetação atingida, uma vez que carboniza suas raízes inviabilizando a regeneração das mesmas.


A área atingida pelo fogo subterrâneo podem levar anos para se recuperar, e em muitos casos não se recupera, dando lugar a um campo aberto e descampado. O solo fica enfraquecido e exposto, pois muitas árvores não resistem e morrem. Vale salientar que o combate a esse tipo de incêndio é minucioso e requer tempo, profissionais capacitados, muita água para resfriar a área e ferramentas de sapa para realizar a extinção dos focos de calor.


As equipes utilizam bombas costais, enxadas, enxadões, chibancas, etc. revirando o solo expondo as brasas e apagando-as. Nas áreas onde as equipes não conseguiram acessar por terra (paredões rochosos) foram realizados lançamentos de água através de aeronave. Os trabalhos foram interrompidos no fim da tarde, as equipe que estavam acampadas na parte alta do parque desde o início da ocorrência foram substituídas e os trabalhos de combate serão retomados amanhã a partir das 6h da manhã. Até o momento a área atingida pelo incêndio é de aproximadamente 250 hectares. Ressaltamos que não há previsão de chuva, permanecendo o tempo seco, o que eleva o risco e possibilidade de reignições dos focos".


Segundo os bombeiros, as causas do incêndio continuam desconhecidas, mas ontem havia suspeita de que o fogo pode ter começado com a queda de um balão. Participam da ação no Parnaso integrantes do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), do Instituto Estadual do Ambiente (Inea), da Defesa Civil e da Guarda Civil de Petrópolis.





Com informações da Agência Brasil e da Assessoria de Comunicação do NGI ICMBio Teresópolis.

Arquivo

© 2016 por Cumulus TV.