Guerra contra o plástico ofusca outras ameaças mais urgentes ao meio ambiente

Uma equipe de importantes especialistas ambientais, liderada pela Universidade de Nottingham, alertou que a guerra atual contra o plástico está deixando de lado a luta contra ameaças maiores ao meio ambiente. Em um artigo publicado na revista científica, Wiley Interdisciplinary Reviews (WIREs) Water, os 13 especialistas dizem que, embora o lixo plástico seja um problema, sua proeminência na preocupação do público em geral com o meio ambiente está ofuscando ameaças maiores, por exemplo, mudanças climáticas e perda de biodiversidade. A equipe interdisciplinar argumenta que muito do discurso em torno dos resíduos plásticos é baseado em dados que nem sempre são representativos dos ambientes que

Dia Mundial dos Botos

Dia 24 de outubro é celebrado o Dia Mundial dos Botos. Esta data surgiu para lembrarmos da importância de trabalhar pela conservação de um dos mais famosos mamíferos da Amazônia. A contaminação por mercúrio é uma das grandes ameaças à integridade de populações de botos por toda a América do Sul. Estudos já encontraram botos contaminados por mercúrio no Brasil, na Bolívia e na Colômbia. A substância compromete o sistema imunológico dos animais, além de causar má-formação em seus filhotes. Desde 2016 o WWF-Brasil, junto à iniciativa Sardi (South American River Dolphins Initiative), que envolve também cientistas de Equador, Bolívia, Colômbia e Peru, desenvolve pesquisas para saber mais sobre a

As Universidades e a Educação Ambiental em tempos de colapso socio-bio-climático

Nesta quarta-feira, dia 21 de outubro, foi realizada a mesa "Contribuição das Universidades para a Educação ambiental em tempos de colapso socio-bio-climático", dentro do Ciclo de diálogos sobre educação ambiental para sociedades sustentáveis, com reflexões bem interessantes de Isabel Carvalho, Sandro Tonso e Afonso Figueiredo.Ficamos cheio de orgulho quando, no recado final, o prof. Afonso Figueiredo cita a CUMULUS TV e o Programa Verde Mar! Muito obrigado

50% da Grande Barreira de Corais morreu nos últimos anos

Desde meados da década de 1990, os corais da Grande Barreira de Corais diminuíram mais de 50%, e isso vale para praticamente todas as espécies, em todas as profundidades e em todos os tamanhos, de acordo com um novo estudo, publicado no mês de setembro na revista científica Proceedings of the Royal Society B. A pesquisa abrangeu todos os 2.300 quilômetros da Grande Barreira de Corais e encontrou uma perda perturbadora em praticamente todos os níveis. Segundo Andreas Dietzel, do ARC Center of Excellence for Coral Reef Studies, autor principal do estudo, os resultados mostram que a capacidade da Grande Barreira de Corais de se recuperar, ou seja, sua resiliência, está comprometida em comparaçã

Atlântico vive período mais quente dos últimos 3 mil anos

Em artigo publicado no último dia 12 de outubro na revista científica Proceedings of the National Academy of Sciences, uma equipe de pesquisadores do Climate System Research Center da University de Massachusetts Amherst e Pierre Francus na University of Québec-INRS mostrou que o a temperatura da superfície do oceano Atlântico nos últimos dez anos é a mais quente em todo o período que conseguiram analisar, o que significa cerca de 2900 anos. Aproveitando as propriedades únicas dos sedimentos do fundo do Lago Sawtooth no Alto Ártico canadense, os cientistas climáticos estenderam o registro da temperatura da superfície do oceano Atlântico de cerca de 100 para 2.900 anos. A equipe, liderada por

Um Dia no Parque

Pelo terceiro no, a Coalização Pró-UCs (Unidades de Conservação) promove o evento "Um dia no parque", que tem como objetivo motivar as pessoas a irem a unidades de conservação aproveitar este dia. Nos últimos dois anos, o evento foi realizado no dia 18 de julho, dia de criação do SNUC, o Sistema Nacional de Unidades de Conservação. Em 2020, por causa da pandemia, o Um Dia No Parque foi um pouco diferente. Além de ser realizado em outubro e atividades presenciais em mais de 130 Unidades de Conservação em todo o país (sempre dentro dos critérios de segurança sanitária estabelecidos pela Organização Mundial de Saúde), o UDNP também teve uma programação online. Exibição de filmes, mesas de conve

Vazamento tóxico no mar russo

Um suposto vazamento tóxico ao longo de uma praia na península de Kamchatka, no extremo leste da Rússia, pode ter matado até 95% da vida marinha da região, segundo alguns pesquisadores locais. No início de setembro, a água mudou de cor para um amarelo acinzentado, com uma espessa espuma leitosa na superfície. Poucos dias depois, polvos, focas e outras criaturas marinhas mortas começaram a aparecer. Inicialmente, a secretaria de Recursos Naturais e Ecologia de Kamchatka insistiu que esse problema não existia, dizendo que a cor da água e o cheiro eram normais na área e que “nada de anormal” havia sido registrado. A declaração gerou reações nas redes sociais e uma investigação foi aberta. Ainda

II Seminário de Pesquisa do MoNa Cagarras

Uma imersão nas Unidades de Conservação marinhas no Brasil para discutir pesquisas, preservação e manejo com o poder público, a academia, ONGs e a iniciativa privada. Confira a programação detalhada e aproveite para conhecer melhor as Unidades de Conservação marinhas no Brasil, debater sobre as pesquisas, a preservação e o manejo, com a participação do poder público, da academia, de ONGs e da iniciativa privada. O evento é gratuito e será transmitido pelo Facebook do MoNa Cagarras e também pelo Facebook e Youtube do Projeto Ilhas do Rio. Abaixo os players com cada uma das mesas. É só clicar e acompanhar! MESA 1 - Terça-feira, dia 13 de outubro, a partir das 10h: MESA 2 - Terça-feira, di

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Instagram
  • Facebook Basic Square
  • Google+ Basic Square

© 2016 por Cumulus TV.