© 2016 por Cumulus TV.

Please reload

Posts Recentes

Mergulho de monitoramento na APA Costa dos Corais

February 27, 2019

1/3
Please reload

Posts Em Destaque

Meros do Brasil e Petrobrás firmam nova parceria

April 11, 2018

O Instituto Meros do Brasil e a Petrobras, através do Programa Petrobras Socioambiental, firmaram novo contrato de patrocínio para o Projeto Meros do Brasil. O Projeto desenvolve pesquisas com o objetivo de fomentar a conservação dos meros (Epinephelus itajara), uma das espécies de peixes marinhos mais ameaçadas da costa brasileira. 

Na nova edição do Projeto serão realizadas atividades em nove estados: Pará, Pernambuco, Alagoas, Bahia, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná e Santa Catarina. A expectativa é impactar direta e indiretamente, mais de 500 mil pessoas em ações de pesquisa e conservação, gestão ambiental, ecodesenvolvimento, educação e comunicação ambiental realizadas pelo Projeto e seus parceiros ao longo da costa brasileira.

Apesar da proibição, a situação das populações de meros no Brasil continua delicada. A poluição marinha e a pesca ilegal da espécie, que ainda é registrada em todo o litoral, são algumas das principais ameaças sofridas. Desde 2006, o mero está classificado como espécie criticamente ameaçada pela União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN) e também na avaliação nacional da lista de espécies ameaçadas do Ministério do Meio Ambiente (Instrução Normativa N. 445).

O Projeto Meros do Brasil é uma iniciativa do Instituto Meros do Brasil, uma instituição fundada pelos próprios precursores e integrantes do projeto e que busca manter os avanços conquistados no estudo e na conservação dos meros e ambientes marinhos e costeiros associados, como os estuários, manguezais e recifes de corais, importantes habitats da espécie.

Veja no vídeo a entrevista do biólogo e presidente do Instituto Meros do Brasil, Jonas Leite, para o site ((o))eco, em que ele explica a importância da moratória da pesca do mero para a conservação da espécie:

 Para conhecer mais, acesse o site do Projeto Meros do Brasil e acompanhe as redes sociais, como Facebook e Instagram (@merosdobrasil).

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Please reload

Arquivo