Posts Recentes
Posts Em Destaque

Dia Mundial das Tartarugas


Nesta quarta-feira, dia 23 de Maio, é celebrado o Dia Mundial das Tartarugas. O objetivo é chamar a atenção e promover um maior conhecimento sobre as tartarugas para aumentar sua proteção.

Para quem mergulha, encontrar uma tartaruga marinha é sempre um momento especial. No entanto, muitos mergulhadores não sabem sobre as ameaças que as populações de tartarugas marinhas enfrentam em todo o mundo. Embora o status das populações de tartarugas marinhas varie de país para país, elas geralmente são consideradas em declínio globalmente, apesar dos esforços bem-sucedidos de conservação local em muitos países.

As tartarugas marinhas enfrentam ameaças tanto na água como em terra.

Conheça as cinco principais ameaças às tartarugas identificadas pela IUCN:

Impactos da pesca: As tartarugas marinhas morrem todos os anos devido a emaranhamento acidental em redes de pesca ativas e abandonadas. Além disso, a pesca de arrasto destrói seu hábitat e também perdem suas fontes de alimentos por causa do desequilíbrio na cadeia alimentar;

Captura direta: Em alguns lugares do mundo, seres humanos ainda matam as tartarugas marinhas para comer ou em busca de seus cascos. Seus ovos também são caçados por predadores, humanos e animais.

Desenvolvimento costeiro: A degradação das praias, a dragagem dos fundos oceânicos, o tráfego de embarcações e a perda de vegetação natural, todos destroem e perturbam os habitats de nidificação das tartarugas marinhas. Casas à beira-mar muito iluminadas prejudicam o comportamento de nidificação e a orientação dos filhotes, contribuindo para a morte de recém-nascidos.

Poluição e doença: As tartarugas marinhas ingerem e se emaranham em plásticos, petrechos de pesca descartados e derivados de petróleo. Os poluentes químicos enfraquecem o sistema imunológico das tartarugas marinhas, tornando-as suscetíveis a doenças;

Aquecimento global: As razões naturais, determinadas pela temperatura, para a eclosão dos ovos das tartarugas estão sendo distorcidas pelos aumentos da temperatura global. Um aumento previsto em eventos climáticos extremos resultará na perda de praias de nidificação e outros habitats críticos de tartarugas marinhas.

O que você pode fazer para ajudar:

1- Não compre lembranças feitas de produtos de tartaruga, corais ou qualquer espécie ameaçada ou em perigo;

2- Ao viajar, escolha resorts e operadores turísticos que tratem adequadamente todo o esgoto e águas residuais e descarte o lixo corretamente;

3- Pare de comer frutos do mar. Se for necessário, escolha animais capturados ou colhidos de populações de peixes verificáveis e sustentáveis. E nunca coma animais que foram criados ou capturados usando práticas destrutivas ou insustentáveis, incluindo venenos, explosivos ou equipamentos ilegais;

4- Participe em esforços regulares de limpeza e remova detritos que encontrar durante um mergulho que possa envolver ou sufocar uma tartaruga marinha;

5- Relate qualquer atividade que você considerar prejudicial para as populações de tartarugas marinhas às autoridades competentes;

6-Esteja ciente de suas ações ao ver tartarugas marinhas aninhadas ou incubadas;

7-Ajude a pesquisa científica e melhore o gerenciamento de recursos, relatando seus avistamentos para organizações de conservação.

8-Apoie a legislação internacional, nacional e regional que defenda o aumento da proteção das tartarugas marinhas.

Como mergulhar de forma responsável com as tartarugas:

Não toque, manuseie, alimente ou assedie uma tartaruga. Essas ações estressam o animal, interrompem o comportamento natural de alimentação e acasalamento e podem provocar comportamento agressivo em espécies não agressivas.

Dê o espaço para a tartaruga se afastar. Não restrinja seu movimento normal ou direção de viagem. Você pode afogar as tartarugas se impedir que elas atinjam a superfície para respirar.

Conheça os regulamentos e protocolos locais sobre seu comportamento em torno das tartarugas antes de entrar na água. Estes são projetados para garantir o bem-estar do animal.

Ao tirar fotos, mantenha a distância entre você e a tartaruga e não interfira em seu comportamento natural e ambiente. A observação passiva significa que você tira fotos ou vídeos de uma forma que não assusta nem perturba a tartaruga. Não use fotografia com flash, pois eles pressionam a tartaruga e fazem com que ela se afaste.

Cuidado com as tartarugas quando andar de barco. Se um barco bater em uma tartaruga, provavelmente causará ferimentos ou morte.


Arquivo

© 2016 por Cumulus TV.